Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O processo de branding do Purple Metrics

Publicado por Guta Tolmasquim

Já participei de mais de 200 projetos de branding. De marcas que não existiam às marcas legendárias e internacionais. De empresas que nunca tinham se importado com branding àquelas no top 10 marcas mundiais. Já fiz branding em pelo menos três línguas. O que eu nunca tinha feito era uma marca que tem como clientes especialistas em branding.

O Purple Metrics é um software para brand managers criado por uma empresa de branding, a Brand Gym. Isso nos dava bastante carta branca, e até mesmo certa cobrança, para sair do comum. Eu estava na tomada de decisão agora e tudo podia ser feito.

Começamos pelo começo: entendendo quem essa a marca é.

Ela vive na interseção entre dados e emoção, entre o racional e o emocional. Entendemos que nosso propósito é o de levar branding ao lugar mais estratégico das empresas.

Nosso primeiro passo foi estruturar a ferramenta cérebro, uma ferramenta proprietária da Brand Gym em que definimos a inteligência da marca.

Depois de conhecer melhor a marca, era chegada a hora de criar o nome. Os critérios eram poucos: capacidade de registrar, domínio .br viável, potencial de internacionalização e, obviamente, representar o cérebro da marca de um jeito que o cliente consegue entender.

Chegamos em uma lista final de 6 nomes. Meu preferido era Lovelace que homenageia Ada Lovelace, a primeira pessoa a desenvolver uma linha de código (que foi uma mulher). Além de matemática, ela também foi poeta. E aí a gente bate de cara com a dura realidade, os bons nomes sempre estão tomados. Nesse caso por uma atriz pornô mundialmente conhecida. O time achou arriscada a associação.

A gente resolveu fazer algo que normalmente não recomendo: pesquisa! Normalmente os clientes da Brand Gym não reagem bem a uma pesquisa de nomes porque sempre vai ter algum nível de cliente que não gosta de nenhum dos nomes e sai muito falso negativo. E também porque os consumidores não julgam nomes de marcas do jeito que julgam marcas ja construídas, eles costumam não conseguir visualizar o potencial dos nomes. Mas, não estamos em um projeto normal de branding, os nossos clientes sabem escolher nome.

Fizemos somente 5 perguntas e enviamos para as pessoas junto com os conceitos e explicações de cada um. Purple Metrics ganhou disparado.

E assim viramos Purple Metrics. A mistura do azul com vermelho. Do racional com o emocional. Do quantitativo com o qualitativo. Do amor com os números.

Para design sabíamos que queríamos fugir de tudo que fosse padrão de startup. Da caixa baixa e do ar minimalista ao degradê. Nosso tipógrafo desenhou Purple Metrics com um ar tradicional mas com pegada contemporânea.

Depois ele chegou em um símbolo genial. É um coração, uma letra P e explica a mistura de cores. A gente resolveu não usar a logo de forma tradicional. Ou seja, você não vai ver nome e símbolo juntos. A gente usa eles separados, num sistema de nome e apelido. Nome para nos apresentarmos, apelido para quem já é íntimo. E ambos nos representam.

O território visual foi criado em conjunto entre nosso designer de marcas com background de design de interfaces e nosso designer gráfico especializado em tipografia. A mistura e interseção continuam representados por lá, tanto nas duas fontes que usamos quanto na malha colorida para a marca. Grafismos simples, que vão evoluir com o tempo conforme a marca evoluir.

Depois nossa designer de produto fez pequenas adaptações na paleta de cor e em algumas formas para que funcionasse bem no produto.

Nosso ilustrador criou interações para nossa pessoa de motion animar. Definimos que os empity states serão pequenas ilustrações que são mais fáceis de programar e alegram o dia dos nossos clientes.

Por fim, fizemos um manifesto da nossa crença e abrimos para o mercado assinar junto com a gente. Ou seja, você pode assinar nosso manifesto se for gestora de alguma marca.

Apesar da marca Purple Metrics estar lançada, ela não está pronta. Acredito que as marcas nunca estão prontas, sempre estão em evolução. Estamos ansiosos para ver no que o Purple vai se tornar nos próximos anos. Nossa única certeza é que essa evolução vai acontecer junto com vocês.

Receba conteúdos sobre branding e métricas no seu e-mail

brandwhite

Sobre nós

Quem Somos
Contato

Fale conosco

oi@purplemetrics.com

Nossas redes

Purple Metrics | Todos os direitos reservados | 2022