Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Premissas de produto do Purple Metrics: Simples, recorrente e consumer based

Publicado por Guta Tolmasquim

O Purple Metrics nasceu quando percebemos que a necessidade de medir branding não estava bem resolvida no mercado, principalmente com as empresas que têm modelos de negócios mais contemporâneos, ágeis e baseados em tecnologia.

E quando começamos a planejar como seria o produto do Purple Metrics começamos a ter que criar premissas de qual é a forma ideal de medir branding. 

Quando se está criando algo novo, do zero, sem benchmark, as possibilidades são infinitas e isso afoga a gente em ansiedade.

Para definir as premissas, então, usamos nossa visão como bússola: As principais lideranças das empresas vão acompanhar a evolução da marca constantemente.

A partir daí nossos três pilares começaram a ficar mais nítidos pra gente.

  1. Simples

O produto precisa ser super simples para que o hábito de acompanhar branding entre na rotina. Métricas e relatórios complexos, ou analytics profundos, funcionam bem para diagnósticos pontuais e para especialistas. Como queremos que todos usem nossa métrica, inclusive gestores que não são de branding, prezamos pela simplicidade.

Estamos abrindo mão de profundidade e de complexidade para entregar algo que todos conseguem “bater o olho”, entender e acompanhar.

2. Recorrente

Para correlacionar com resultados de negócios, a medição deve acontecer com tanta frequência quanto mudanças na marca acontecem. Se o investimento em branding é o tempo todo, a medição tem que acontecer o tempo todo.

Não dá pra ter um relatório uma, duas, três, mesmo quatro vezes ao ano que mede awareness. Precisamos da recorrência de um NPS.

Estamos abrindo mão de fazer algo aprofundado para conseguir ter mais recorrência com a métrica.

3. Consumer based

A melhor pessoa para avaliar se a marca está boa ou não é seu consumidor. Essa é uma crença que temos. Por mais especializado que seja uma analista, ela não consegue entender se a marca é ou não relevante para seu consumidor.

Como queremos uma métrica que esteja relacionada ao resultado de negócios, precisamos perguntar a quem consome.

Acreditamos que métricas avaliadas pela indústria têm mais chances de cair em viés e vaidade do que quando consumidores dão suas percepções.

Estamos abrindo mão de controle sobre o resultado para ter uma métrica que acreditamos representar melhor a realidade.

E é a partir destes 3 pilares que estamos desenvolvendo o software do Purple Metrics: uma pesquisa simples com apenas 5 perguntas enviada de forma recorrente para que sua base de (potenciais) consumidores avalie o potencial que sua marca pode dar aos resultados do seu produto ou serviço.

Receba conteúdos sobre branding e métricas no seu e-mail

brandwhite

Sobre nós

Quem Somos
Contato

Fale conosco

oi@purplemetrics.com

Nossas redes

Purple Metrics | Todos os direitos reservados | 2022